O DÍZIMO FAZ PARTE DA ALIANÇA DO HOMEM COM DEUS

Coluna: A benção do dízimo
Por Bispo Welligton Ribeiro

Deus tem prazer no homem fiel; Deus sente alegria em abençoar o homem fiel; Deus provê prosperidade, e abundância de dias para o homem fiel, Ele diz: “Os meus olhos estarão sobre os fiéis da terra, para que se assentem comigo; o que anda num caminho reto, esse me servirá” (Salmos 101:6).
Esta Palavra é preciosa para o homem temente a Deus, pois esse sente a necessidade de obedecer e servir, e, consequentemente, ser à vista de todos, testemunho da providencia do Deus rico, Jeová Jireh – Dono do Ouro e da Prata, o Deus que prospera o fiel. É muito importante observar que entregar o dízimo no Santuário de Deus não é ofertar; é obedecer à ordem de Deus.
Ser dizimista não é ser ofertante, ser dizimista é ser fiel na entrega do que pertence a Deus. Ser dizimista não é dar a Deus. Ser dizimista é devolver a Ele o que lhe pertence:
“Tragam o dízimo todo ao depósito do templo, para que haja alimento em minha casa. Ponham-me à prova, diz o Senhor dos Exércitos, e vejam se não vou abrir as comportas dos céus e derramar sobre vocês tantas bênçãos que nem terão onde guardá-las” (Malaquias 3:10).
Quando o homem fiel, a mulher fiel, ergue para os céus o seu dízimo com fidelidade, diante do altar do Santuário do Pai, esse filho amado de Deus, nessa atitude de fé obediente, declara sua dependência de vida em Jeová Jireh. E Deus gosta disto, Ele tem prazer no obediente “O senhor lhe disse: Muito bem, servo bom e fiel! Foste fiel no pouco, muito confiarei em tuas mãos para administrar. Entra e participa da alegria do teu senhor” (Mateus 25:23).
Deus ama o fiel, e toda pessoa fiel no dízimo à Casa de Deus tem testemunho de prosperidade, testemunho das grandezas de Jeová Jireh em suas vidas. Tenho observado que há cristãos que ao entregar o dízimo no altar se sentem generosos, quando na verdade estão apenas devolvendo o que não lhe pertence, e que o deve fazer com temor, pois o dizimo pertence ao Deus provedor – parte da Aliança do homem com Deus.
A entrega do dízimo no Altar do Santuário de Deus não é opcional, é mandamento de Deus. O dízimo é considerado santo, por isso é essencial que o homem compreenda a importância da entrega do dízimo no Altar. Observemos que Deus não precisa do nosso dinheiro, mesmo porque dinheiro não tem valor para Deus, o que tem valor, incalculável, para Deus é oferta. E oferta nasce do amor do coração do homem pela Obra do Criador (Provérbios 11:24).
Agora que aprendemos um pouco mais sobre o dízimo, aprendemos que Deus quer de nós honra, Ele quer que nos sintamos dependentes da providencia dEle, para que tenhamos testemunhos de Suas grandezas. A Palavra de Deus ordena ao fiel separar o dizimo de tudo quanto a terra produzir para sua vida.
“Separem o dízimo de tudo o que a terra produzir durante todo o ano” (Deuteronômio 14:22).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s