A VIDA SÓ VALE A PENA SE FOR PARA FAZER O BEM

Coluna Evangelismo Inteligente
Por Bispa Ernanda Fadini

Todos os dias precisamos fazer plantações do bem diante de Deus, para, amanhã, também colhermos. A Palavra de Deus nos ensina que é plantando que se colhe “E o que está sendo instruído na palavra, faça participante em todas as boas coisas aquele que o instrui. Não vos enganeis; Deus não se deixa enganar; pois tudo o que o homem plantar, isso também colherá…” (Gálatas 6:6,7). Mas o melhor é fazer o bem sem esperar retorno. Seremos reconhecidos por nossas boas obras e ações. E tudo o que fazemos é assistido pelos anjos e demônios. Por isso precisamos vigiar, constantemente, cuidando de ter sempre atitudes boas, e como discípulos da Palavra de Jesus, fazermos o bem.
“Chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: É me dado todo o poder no céu e na terra. Portanto, ide e fazei discípulos de todos os povos, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado. E certamente estou convosco todos os dias, até à consumação do século” (Mateus 28:18-20).
Amo falar sobre os patrocinadores, pois são esses, homens e mulheres, dotados de coração bom, cheio de amor, que fazem o bem ao próximo, sem conhece-lo, através do rádio. “Façam tudo com amor” (I Coríntios 16:14).
Conversei com um jovem senhor que me disse: “Olha missionária, hoje sou um patrocinador porque sei, tenho consciência, que se estou vivo e feliz, é porque alguém ajudou a manter o rádio no ar, para que eu ouvisse a programação e conhecesse o Santuário, e no Santuário recebesse nova vida. E confesso que eu não gostava de igreja, e minha vida era totalmente destruída; minha família estava sendo desfeita a cada dia, pois além de eu beber muito, minha esposa também caiu no vício das drogas.
E foi assim que cheguei ao Santuário, todo destruído; mas mesmo em meio a todo esse sofrimento, e sem direção, certo dia liguei o rádio, e ouvi o programa do Santuário, e ouvindo o missionário Adelino de Carvalho chorei muito, enquanto Deus falava fundo em meu coração. E a partir daquele dia eu comecei a ouvir a programação diariamente, e comecei a participar da Oração da Madrugada, o que me deu forças espirituais para chegar até ao Santuário, onde hoje eu estou bem graças a Deus, pois firmei a minha fé e levei a minha família, e hoje minha esposa é feliz. Aliás, hoje somos libertos dos vícios, curados das enfermidades, prosperamos e estamos em paz. Devo tudo isto a Deus que me ajudou através dos patrocinadores desta Obra. E depois de tudo isto, agora abençoados por Deus, eu e minha casa renascemos. E posso dizer que o vale a pena realmente é fazer o bem àqueles que sofrem.
Aprendi que os patrocinadores são ganhadores de almas para Jesus. E por isso já faço parte desse batalhão fortemente armado com o poder da fé, nas ruas resgatando muitas pessoas do sofrimento, e as levando também para o Santuário”.

 

…VER E ENXERGAR

Coluna Cultura do Reino
Por Suzana de Paiva

Lendo o novo livro do Apóstolo Adelino de Carvalho, “CONQUISTADOR DE VITORIAS”, aprendi muito sobre VER e ENXERGAR. Aprendi que os olhos naturais veem, e falam em silencio, e que os olhos espirituais enxergam, e revelam o oculto aos naturais. É um livro maravilhoso, riquíssimo de ensinamentos, tanto espirituais quanto práticos, fundamentado na Palavra de Deus.
E nesta oportunidade quero registrar aqui um pouquinho do que aprendi na leitura deste livro tão especial. Aprendi que às vezes, ou quase sempre, olhamos, vemos, mas não discernimos o que vemos, e por isso tudo, o que olhamos e vemos, nos parece normal classificado como fácil, difícil, ou impossível, pois na verdade, o que olhamos e vemos é natural. Mas o próprio Deus nos ensina tudo com excelência, e nesse caso sobre a visão física, e espiritual; sobre o VER e o ENXERGAR; Ele nos ensina que as visões, física, e espiritual, se diferem, dizendo: “Traga o povo que tem olhos (que veem), mas não enxergam (não tem revelação) ” (Isaías 43:8).
E na leitura do livro “Conquistador de Vitorias”, fiz uma viagem maravilhosa no mundo espiritual e aprendi muito ao enxergar o que eu apenas via. Confesso que é realmente fascinante a história trazida pelo autor neste livro, pois além de trazer ensinamento, traz revelação, e experiências incríveis. Você também ao ler esta obra, certamente será grandemente surpreendido e abençoado. Este livro traz lição de vida em revelações espirituais.
A composição desta obra literária “CONQUISTADOR DE VITÓRIAS” é embasada na história de Josué e Calebe, integrantes da passagem bíblica dos 12 espias (muito linda essa passagem).
A história nos fala que Moisés, um profeta que realizou no seu ministério, grandes missões, enviou 12 homens a espionar a terra de Canaã, e saber se o povo que nessa terra habitava era forte ou fraco; se pouco ou muito; se a terra era fértil ou estéril; e que trouxessem da terra algum fruto. E então os 12 espias partiram a conhecer a Canaã.
E ao voltar de Canaã, disseram ao profeta: “Realmente é uma terra excelente, e lhe trouxemos dela alguns frutos. ” Mas em seguida, dos 12 homens, dez disseram: “Mas o povo que mora lá é grande e forte, gigantes maus, e seremos mortos, destruídos por eles se tentarmos entrar naquela terra. ” (Esses 10 espias viram o que era mau; seus olhos eram maus, eram enfermos, e por isso viram trevas, perigo, destruição somente).
Observe, nas entrelinhas, que os 12 espias VIRAM a mesma coisa, viram o que realmente era natural da terra, um povo grande, forte e mau. E dos 12, dez se renderam ao que viram. Mas dois (Josué e Calebe) viram além, ENXERGARAM a inversão da fila, a transformação, o milagre de Deus naquele lugar através deles, e disseram, revelados por Deus, “A terra que espiamos é terra muito boa, mana leite e mel, não temais o povo dessa terra. Se o Senhor se agradar de nós, essa terra será nossa” (Números 14:7,8,9).
Este livro maravilhoso “CONQUISTADOR DE VITÓRIAS”, nos traz pela Palavra, a essência da graça de VER além; da visão de ENXERGAR! Esta Obra é mesmo um mistério revelado! Fica então a lição: ENXERGAR é além de VER! E aprender isto é Cultura do Reino!

A FÉ É O FUNDAMENTO DA SALVAÇÃO


JORNAL NOVEMBRO 2015 FINAL neuza
Coluna Salvação
Por Neusa Dias

A graça desta vida na terra só se justifica se vivemos para agradar a Deus – O Criador da vida.
Se o homem, e a mulher, agradam a Deus, assim o fazem para seu bem-estar, próprio bem, tanto nessa vida como na vida por vir, pois também ninguém pode agradar a Deus sem atrair para si felicidade. Como também, se alguém vive sem agradar a Deus atrai para si amargura e sofrimento, tanto na vida terrena, como na eternidade.
Certos de que agradar a Deus é ser feliz, então a pergunta importante é: “Como agradar à Deus? ” Logo, a resposta de igual importância é: “Sem fé é impossível agradar a Deus” (Hebreus 11:3).
Podemos fazer grandes obras, as melhores, dignas de aplausos, mas se essas obras não estiverem fundamentadas na fé, nenhum valor terá.
Fé é algo tão forte que não se define para o homem sem Deus, pois a fé está situada antes do acontecimento que se espera. “ORA, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não veem” (Hebreus 11:1).
No Santuário, Casa de Deus, tudo que se faz precisa ser feito com fé. Ofertar no Altar, com fé; Entregar o dízimo no altar, com fé; Orar ao Pai, com fé; Cantar louvores ao Criador, com fé; Evangelizar o próximo, com fé; Ouvir e receber a mensagem, com fé; formar a Corrente do Arcanjo Miguel, com fé; e claro, selar sua vida no Altar, na participação da comunhão sagrada da Eucaristia, com fé. A base de tudo na vida espiritual, o fundamento, é a fé.
Mas, importante também é saber, de onde vem a fé? A FÉ vem pelo ouvir!
O primeiro elemento da fé é o conhecimento da Palavra de Deus, pois A Palavra É o Messias, o próprio Jesus. É Ele a profecia, a promessa de salvação encarnada em nós – O Emanuel (Deus conosco).
A palavra de salvação nos alimenta, nos conduz, nos faz vencer barreiras, e sair vencedores. Diz a Palavra de Deus: “Examinai as escrituras porque vós cuidais ter nelas a vida eterna e são elas que testificam de mim” (João 5:39).
E assim, crendo na Palavra, você terá sua vida transformada, seus erros serão apagados, e por Deus esquecidos, “Porque serei misericordioso para com suas iniquidades, e de seus pecados e de suas fraquezas não me lembrarei mais” (Hebreus 8:12).
A Palavra é a Verdade, ela liberta o homem e o transforma, e nessa caminhada com Jesus você tem a provisão de Deus nos seus caminhos, a cada passo dado, um ensinamento novo. E eu beijo minha Bíblia por todos esses ensinamentos, fé com obras, que nos une a Cristo.
A fé salvadora vem de Deus e é para Ele que ela volta, porque aqueles que agradam à Deus Ele os quer eternamente com Ele. Mas lembre-se: SÓ HÁ SALVAÇÃO NA IGREJA, FORA DA IGREJA NÃO HÁ SALVAÇÃO.

FIDELIDADE COM OBJETIVO E PROPÓSITO

Coluna As sete colunas da sabedoria
Por Barbara Barcellos

Quero hoje no meu espaço no grande Jornal do Reino falar sobre vida financeira. A importância de se ter fidelidade com Deus, com propósito!
Existem pessoas, de fé, que entregam o dízimo sem nenhum propósito. São pessoas fieis, e maravilhoso é poder dizer “Eu sou fiel! ” Sim, mas o segredo de se ter um propósito ao ser fiel a Deus te faz enxergar, sentir, receber a operação de Deus em sua vida, de forma clara, e conhecida.
Muitos pastores não entendem isso, e não entendem porque os mistérios do mundo espiritual não são compreendidos em estudos no seminário, ou na faculdade de teologia; os mistérios do Reino são revelados. O Ministério do Apóstolo Adelino de Carvalho é uma revelação do Espírito revelador de mistérios (Lucas 10:21).
Então uma coisa é você entregar o dízimo no altar, outra coisa bem diferente, e muito mais forte, é você entregar o dízimo revelado, com propósitos específicos diante de Deus. Quando você chega ao Santuário você encontra pessoas contando testemunho de como era a vida delas antes, e como está a vida delas hoje, e grande é a diferença.
Conheço pessoas que chegaram ao Santuário desempregadas, enfrentando situações terríveis por consequência do desemprego, mas hoje essas mesmas pessoas estão empregadas, ganhando bom salário; outras se tornaram donas do próprio negócio, empresárias; outras que não tinham onde morar, ou moravam de aluguel, de favor, hoje, tem casa própria, tem carro, são prósperas, e sentem alegria em testemunhar a conquista dos grandes bens adquiridos através da fé inteligente, fé provocadora da prosperidade.
Mas surge uma pergunta: Porque isso acontece com tanta gente? Isto acontece pelo ato profético mobilizador presente na oração na madrugada.
Hoje não se vê em lugar algum, uma obra grande realizada sem a força da oração da madrugada, fundamento para crescimento e sustentação espiritual da igreja, do cristão, e de sua obra diante de Deus.
Sob esta visão, visão apostólica, todas às madrugadas há multidões por todos os lugares, de joelhos dobrados, orando em favor de seus propósitos, como também os líderes da Obra de Deus oram por seu povo.
Esses mistérios que envolvem a vida de quem tem um objetivo, um propósito na hora de entregar o dizimo no altar, são o que faz a pessoa prosperar em tempos de crise, assim como José que se tornou governador do Egito num tempo de grande escassez, como nos fala a Palavra de Deus.
José aprendeu com seu pai, Jacó, a ser fiel a Deus com propósitos.
E Jacó não tinha nada quando fez a Deus o voto de Lhe ser fiel. Mas sendo fiel, Jacó se tornou próspero e colocou sobre José a Capa de sete cores, Capa da Prosperidade de Deus.
José também teve objetivo: Sair do fundo do poço. E ele conseguiu porque tinha propósito com Deus.

A FÉ É COMO UMA PLANTA!

Coluna Papo Cabeça
Por Ana Paula Vilar

Você já parou para pensar que a sua fé é como uma planta? Você, jovem, tem regado e cuidado da sua fé (da sua planta) ou tem deixado que ela morra aos poucos?
Assim como uma planta necessita de cuidados especiais, a nossa fé também precisa. É importante observar que somos cercados, a todo tempo, por coisas que nos parecem inofensivas, mas na verdade podem ser armadilhas para nos fazer cair na fé. E vida com Deus é o segredo para nos manter de pé, e nos fazer vigilantes “Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar” (I Pedro 5:8).
Vamos pensar nas coisas do mundo e nas pessoas negativas como agrotóxicos, e na oração como um adubo. Quanto mais agrotóxicos você coloca em sua planta, mais contaminada ela fica. É interessante que no início pode até parecer que o agrotóxico está ajudando sua planta crescer bonita, e robusta, e que essa foi a escolha certa. Mas no final, o resultado é totalmente contrário à expectativa, e somente quando tudo fica realmente ruim, é que você percebe que aquela escolha foi errada.
Já o adubo, quanto mais você coloca adubo na planta, mais saudável e forte ela fica. Observe também que de início essa opção pode parecer trabalhosa, principalmente quando você quer algo de imediato, mas se você souber esperar o tempo certo e confiar que esse é o melhor meio para manter a sua planta forte, no final o resultado será maravilhoso e a recompensa ainda maior.
As coisas de Deus são mesmo difíceis, o caminho é estreito, e também não são para todos, pois as coisas de Deus, mesmo difíceis, são prazerosas para todos quantos confiam e esperam o tempo certo, que não dão ouvidos às pessoas negativas, e que sabem canalizar a fé a seu favor.
Diz a palavra de Deus no livro de Romanos “Consequentemente a fé vem por se ouvir a mensagem, e a mensagem é ouvida mediante a palavra de cristo” (Romanos 10:17).
Não há outro meio de você, jovem, fortalecer a sua fé se não pela Palavra de Deus e pela oração. E atenção, somente pelo caminho do Senhor Todo-Poderoso, você encontrará a salvação e será feliz. Por tanto, permaneça firme, andando no Caminho da Verdade, sem olhar para trás nem para os lados, sem desviar das lutas que virão, mas sim, as enfrentando de cabeça erguida. Lembre-se jovem, você precisa regar a sua planta todos os dias, mesmo que isso lhe seja trabalhoso, e que o resultado pareça estar longe de chegar.
Você não pode deixar que as pragas do mundo atinjam sua planta. Desse mesmo modo, busque o alimento da Palavra para fortalecer sua fé. Tenha foco no seu objetivo e não deixe que pessoas negativas influenciem seus pensamentos. E sempre sóbrio e vigilante, saiba que mesmo que as coisas do mundo lhe pareçam atrativas, você precisa olhar para o futuro, e ter consciência de que suas escolhas definirão a sua vida, e seu futuro será resultado de suas escolhas.
Jovem, olhe para o caminho que você percorreu para chegar onde está, e saiba aonde você ainda quer chegar.

O DIZIMISTA FIEL TEM A BÊNÇÃO DA PROSPERIDADE SOBRE SUA CASA

Coluna A bênção do dizimo
Por Bispo Wellington Ribeiro

Ano da bênção de Jeová Jireh dentro de sua casa! Estamos no primeiro mês do ano apostólico de El Shaday – O Deus que acrescenta, e com fartura, o que falta na vida de Seus filhos.
O povo de Deus tem conquistado com fé, amor, e temor, o SELO DE JEOVÁ JIRE, o selo que traz para dentro da casa da pessoa a garantia de que o Todo-Poderoso El Shaday lhe dará um ano de prosperidade, e no mundo espiritual isto é muito forte, pois este Selo é o certificado de garantia da bênção de Jeová Jireh em todas as áreas de sua vida.
Deus na Sua infinita sabedoria registrou na Bíblia sagrada tudo quanto Ele fez e tudo quanto Ele vai fazer na vida de cada pessoa de Seu povo, que O serve e espera nEle. Deus prometeu mudar a sorte do seu povo, e esta promessa está registrada no livro de Salmos:
“QUANDO o Senhor trouxe do cativeiro os que voltaram a Sião, estávamos como os que sonham. Então a nossa boca se encheu de riso e a nossa língua de cântico; então se dizia entre os gentios: Grandes coisas fez o Senhor a estes. Grandes coisas fez o Senhor por nós, pelas quais estamos alegres. Traze-nos outra vez, ó Senhor, do cativeiro, como as correntes das águas no sul.
Os que semeiam em lágrimas colherão com alegria. Aquele que leva a preciosa semente, andando e chorando, voltará, sem dúvida, com alegria, trazendo consigo os seus frutos” (Salmos 126: 1-6).
Este é o Deus Jeová Jireh, o Deus que provê para Seus filhos o que eles esperam nEle, confiantes. Entrar no novo ano com hábitos velhos, sem renovação, é reviver o passado, e isso desagrada profundamente o coração de Deus. Ele, o Todo-Poderoso quer mudar sua sorte, minha sorte, nossa vida, e também espera de nós o testemunho de Seus feitos, pois é o que importa a Deus – Sua Glória.
É especial demais para mim, como profeta de Deus, receber no Santuário um filho, uma filha, que chega buscando uma direção, uma orientação para sair de uma situação “sem jeito” aos olhos dos homens. Mas que ao seguir a orientação lhe trazida pelo Espírito revelador de mistérios, essa pessoa volta contando o testemunho da prática de sua fé. E a obediência é o canal para o recebimento da providência de Deus.
“Quem dera eles tivessem sempre no coração esta disposição para temer-me e para obedecer a todos os meus mandamentos. Assim tudo iria bem com eles e com seus descendentes para sempre” (Deuteronômio 5:29).
O Apóstolo Adelino de Carvalho foi a Israel no final do ano 2016 e trouxe a prosperidade de Jerusalém para o povo de Deus, em ato profético, e muitos são os testemunhos.
Jeová Jireh provê para os dizimistas fieis a prosperidade, em especial, na área sentimental, financeira e familiar, “Se quiserdes, e obedecerdes, comereis o melhor desta terra” (Isaías 1:19).

GANHADORES DE ALMAS SÃO AMIGOS DE DEUS

Coluna Cultura do Reino
Por Suzana de Paiva

“Vós sereis meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando” (João 15:14).
No mundo multinacionalizado em que vivemos SERVIR com amor tornou-se uma virtude do ser humano, quando, no mundo espiritual SERVIR é dom perfeito de Deus, adquirido. Mas na visão de servir, vale observar o quanto é lindo aos nossos olhos ver multidão de jovens, homens e mulheres (evangelistas) servindo à Obra de Deus com amor, levando ao próximo a mensagem do Reino dos Céus, mensagem essa que propaga os feitos de Deus em todo tempo e lugar.
Servir com alegria, com prazer, sorrindo, é gratificante…verdadeiramente compensador!
VINDE “Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei” (Mateus 11:28). Jesus nos chama para chegarmos a Ele como estamos, se doentes, viciados, fracos, cansados, perturbados, oprimidos, miseráveis, ou já limpos, de toda essa má sorte. E assim, Ele nos ama! E o Seu amor por nós é sacramentado na Cruz, amor sacrificial, amor que nos faz de novo, todos os dias. Então a primeira ordem de Jesus é que nos cheguemos a Ele como estamos.
E diante disto, observemos o quanto é forte o nosso primeiro contato, primeiro encontro, com jovens que chegam ao Santuário vindos do trabalho de evangelização, pois chegam assustados, com medo, inseguros, tristes, doentes, escravizados pelo vício, marginalizados pela sociedade (sociedade essa que não sabendo como ajudar, os recriminam).
Mas esses mesmos jovens recebidos no Santuário com amor, são acompanhados espiritualmente pelos missionários e incluídos na Corrente-Forte, onde são curados e libertos, e logo se ingressam na Obra linda de Deus se tornando guerreiros fortes, sonhadores, apaixonados pelo Reino dos Céus, e então, também movidos por essa paixão espiritual que nos dominam, saem às ruas resgatando outros jovens que também logo se juntam a eles, crescendo o Exército de Cristo (ganhador de almas).
FICAI “E eis que sobre vós envio a promessa de meu Pai; fjcaj, porém, na cidade de Jerusalém, até que do alto sejais revestidos de poder” (Lucas 24:49). Ficai e permanecei na Casa de Deus por determinação dEle, recebendo libertação; ensinamentos; revestimento e capacitação espiritual para que juntos, preparados, na mesma FÉ, se ingressem na nova vida que se lhes apresenta, frutificando através de seu trabalho na Seara de Deus ajudando outros jovens, e famílias inteiras. E nisto também vemos o quanto Deus É lindo, e faz tudo perfeito!
IDE “E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura” (Marcos 16:15). Assim, revestidos de poder e autoridade espiritual, os evangelistas estão prontos para irem a campo por todas as partes, e com alegria trabalhar, incansavelmente, socorrendo com amor e compaixão (como um dia foram também socorridos) os que gritam em alta voz (ou às vezes em silencio), por socorro.
Servir com amor, e GANHAR almas com compaixão, é cultura do Reino.